Comércio naval

21 visualizações

O comércio por mar é ainda um modo preferencial para escoar a produção mundial devido aos seus custos reduzidos. Qual é a importância do comércio naval na economia moderna?


Segundo as Nações Unidas, o transporte marítimo internacional superou pela primeira vez as 10.000 milhões de toneladas em 2015. Porém,

“a projecção para o comércio externo continua incerta e sujeita a riscos, incluindo fracos investimento e procura globais, incertezas políticas, tais como a actual crise migratória, dúvidas sobre a paz futura e a direcção da integração europeia e uma ainda maior queda do crescimento nas economias desenvolvidas”.

Neste momento (2015), o sector dos transportes

“empregava na UE cerca de 8,8 milhões de pessoas, representando 4,2% do total, sendo cerca de 66% relativos aos transportes terrestres, 4,8% ao aéreo e apenas 2,5% ao marítimo, estando o restante relacionado com a atividades de suporte”.

Estratégia portuguesa


Pela sua relação privilegiada com o mar, o governo delineou uma estratégia virada para o comércio marítimo internacional.

Para entender de que modo o mar pode ser importante para o futuro nacional, deixamos o testemunho de Hélio Rasteiro numa conferência Ted.

Sobre o autor

Damus Vocem

A Damus Vocem foi uma publicação online generalista "sobre temas que promovem a democracia e o respeito dos direitos humanos na sociedade portuguesa". A sua edição teve lugar entre Setembro de 2016 e finais de 2017. Esse projecto editorial serviu de protótipo à revista Periferia. Decidimos, por esse motivo, publicar alguns dos artigos da Damus Vocem no novo site. Todos os artigos assinados por Damus Vocem dizem portanto respeito à antiga publicação.

Your email address will not be published. Required fields are marked *